Cadastre-se ou faça login!

Mãe, eu dei o meu cuzinho

Olá, meu nome é Adriane e vou contar como eu dei meu cuzinho pela primeira vez para meu colega de classe. Eu tinha 18 anos naquela época, e um grande fogo subindo no meu corpo. O meu professor disse que iria dar um trabalho para fazer em dupla, e eu já não pensei duas vezes e escolhi o Daniel, que era meu amigo de infância. Combinei que eu ia passar na casa dele no sábado para fazer o trabalho. Chegando sábado de manhã eu fui à casa dele, quando eu entrei a mãe e o pai dele estavam de saída (iam no mercado). A mãe dele disse que ele estava no quarto dormindo, pois ele só acordava ao meio dia nos finais de semana. Me comprometi em ir acordá-lo. E foi isso que eu fiz. Chegando no quarto dele eu abri a porta e para o meu delírio ele estava só de cueca. Acordei ele, ele vestiu uma bermuda e ligou o computador. Fizemos o trabalho que não demorou nem meia. Comecei a ver com ele umas fotos no pc, e acabamos chegando numa pasta com filmes pornográficos. Mesmo envergonhada, pedi pra ele abrir algum filme. Ele me mostrou uns vídeos de sexo anal, que fizeram meu cuzinho piscar. Tinha vários filmes naquele pc. Comecei a ver pelo volume na bermuda dele que o pau dele estava ficando duro. E dava de perceber que era um imenso pau. Ele percebendo que eu estava de olho, simplesmente abaixou a bermuda deixando o pau todinho à mostra. Eu fiquei boba de ver o tamanho daquela vara dura, eu já tinha visto diversas vezes na internet mais nunca tão perto. Daniel me perguntou por que eu não socava uma punheta pra ele, mas me fiz de boa moça e recusei a primeira investida. Logo o telefone tocou e ele desceu as escada para atender. Era seu pai avisando que iria demorar pois ia na casa de um amigo. Senti que esse era o momento de liberar meu cuzinho. Eu estava com tanto tesão olhando para ele que nem perguntei quem era, o pau dele tinha murchado e ele me perguntou porque que eu olhava tanto pro pau dele e brincando comigo ele disse esfregando a rola na minha cara: “Quer chupar?”. Não pensei duas vezes e meio sem coragem peguei no pau dele e masturbei de leve. O pau foi ficando cada vez mais duro e ele ficou imóvel só fazendo cara de quem estava recebendo o uma bela punheta. Depois disso eu chupei aquele pau com um gostinho salgado na cabeçinha. Ele tirou a minha boca do pau dele e se deitou. Me perguntou se podia me comer, eu respondi que sim feliz da vida. De cara ele me disse que queria comer meu cu, e eu aceitei lógico, afinal era o cu e somente o cu que eu queria dar. Ele cuspiu no dedo e enfiou no meu cu dizendo que era pra entrar mais fácil. Eu não aguentava mais de tanto prazer. Quando menos esperava, senti de leve o pau dele e meu cu guloso engoliu aquele cacete grande inteirinho. Me senti nas alturas, gemia de tanto prazer, e ele por incrível que pareça gemia mais que eu. Ele aumentou cada vez mais a velocidade e já não agüentando mais, começou a gozar em mim. Gozou bastante dentro do meu cuzinho, deixando ele todo ensopado. Foi um rapaz cruel e sem dó, que machucou muito o meu cu. Ele tirou o pau lá de dentro e mandou eu chupar. Chupei o pau dele melado com um pouco de porra ainda. Depois chupei o saco dele por um bom tempo. Foi muito bom, espero que possamos repetir um dia novamente.

Adicionar comentário

*  confirmacao