Cadastre-se ou faça login!

Comendo rabinho do marido

Quando completamos um ano e meio de namoro (janeiro 1997), tomei coragem e realizei um fetiche. Enfiei meu dedo médio no ânus de Jorge enquanto ele me penetrava na posição papai e mamãe. Ele ficou uma fera! Tirou seu membro de dentro de mim e me xingou bastante no quarto do motel.

Cadastre-se ou faça login!

Novo vizinho

Moro sozinho há mais de 4 anos. Com isso me acostumei a viver nu dentro de casa. Chego em casa tirando a roupa e fico pelado o tempo todo. Gosto muito disso. Meu apto fica no 3º andar, não tenho muito papo com vizinhos, só o básico: bom dia, boa noite...

Cadastre-se ou faça login!

Surpresa deliciosa

Como já relatei em outros contos sou casado, e curto muito fazer sexo de todos os tipos, e neste final de semana passado tive uma surpresa quando caminhava na praia, pra quem não me conhece sou branco e ando em uma cadeira de rodas devido a um acidente, tenho um físico bonito, pois sou atleta de para desporto, gosto muito de fazer sexo, já fiz sexo com várias mulheres, com vários homens e até com lésbicas, mas neste final de semana passado foi demais, a um bom tempo não tinha nenhuma aventura, pois tinha sossegado um pouco, estava passeando aqui na orla da praia de santos no domingo de madrugada, era umas três horas da madrugada, quando de repente passo por um rapaz negro sentado no banco no calçadão..

Cadastre-se ou faça login!

Enrabando o Moleque

Sou moreno, 36 anos, ligeira barriguinha despontando, mas pratiquei esportes e sou um cara de altura média e forte. Já fiz de tudo um pouco. Desta vez, foi naquele esquema de bate-papo, exceto que nos encontramos na mesma noite que teclamos. Como estava muito tarde, fui até o apê do moleque. Era num prédio de 3 ou 4 andares, sem porteiro, sem elevador, desceu até a portaria e veio me ver antes de abrir a porta. Devia ter uns 20 anos, moreno, carinha de macho. Devia comer a namoradinha. Ali embaixo mesmo ele anunciou que a gente tinha que entrar sem fazer barulho porque a irmã dele estava dormindo no quarto ao lado...

Cadastre-se ou faça login!

A Grande Batalha

Como tinha relatado, no final de O Mulato e o Negrão, meus amigos Elias e Jair estavam num 69 enquanto eu me recuperava. Tendo aguentado os 27 cm do Elias inteirinhos no cuzinho, ia ter que encarar o cacete do Jair, que embora menor, era muito mais grosso...

Cadastre-se ou faça login!

O Mulato e o Negrão

Como tinha prometido no final do 1º conto, Mulato Avantajado, aqui estou para vos contar como foi o resto do fim-de-semana...

Cadastre-se ou faça login!

Mulato Avantajado

inha tido uma semana fodida e resolvi espairecer. Decidi passar o fim-de-semana num parque de campismo, pensando que sempre podia pintar uma gata gostosa...

Cadastre-se ou faça login!

Juca, O Melhor Amigo de Meu Irmão - parte I (A primeira Vez)

Na época tinha pouca idade, estava com 1,71m e uns 67 kg, mas o que realmente chamava a atenção era minha bundinha, muito arrebitada e com 80 cm de quadris. Meu irmão tinha um amigo chamado Juca, muito íntimo da família, sempre passava lá em casa para bater um papo e ficava para o jantar. Ficava muito desconcertado e sem graça, pois o Juca tinha uma maneira estranha de me encarar, parecia que me comia com os olhos.

Cadastre-se ou faça login!

BOY COME PATRÃO EM SUA PRÓPRIA CAMA

O domingo amanheceu tenso para Marcos. Já tinha sido difícil limpar tudo e se acalmar no sábado de manhã, antes que sua mulher voltasse. Ainda bem que ela estava distante, assim ficava mais difícil desconfiar de algo. Agora mais essa, a qualquer momento Clayton poderia bater na sua porta.

Cadastre-se ou faça login!

Dei o rabo em um Cinema Erótico (veridico)

Ola, meu nome é Rodrigo e tenho 25 anos, primeiramente gostaria de afirmar que sou homem, e o relato que estarei disposto a contar aconteceu comigo quando eu tinha 22 anos. Eu sempre tive muita curiosidade de saber como eram os cinemas eróticos que tem no centro de São Paulo, e foi assim que em um belo dia eu acordei pensativo e com muito tesão e decidi ir para um desses cinemas. Chegando em frente ao cinema, fiquei pensativo se eu realmente teria coragem de entrar (na verdade estava com muita vergonha), foi aí que pensei já que vim até aqui eu vou, e foi o que fiz!

Cadastre-se ou faça login!

Um corte especial

O que vou relatar agora é a mais alta expressão da verdade, já que esta experiência foi por mim vivida á quatro anos atrás, em 2006. Acostumado a visitar sites eróticos onde lia relatos de contos de sexo entre mulheres e até mesmo homens com homens comecei a fantasiar relações com pessoas do mesmo sexo, o que me deixava com muito tesão, a ponto de ficar de pau duro precisando de tocar uma gostosa punheta.

Cadastre-se ou faça login!

caminho para o futebol

CAMINHO PARA O FUTEBOL Cheguei em casa naquele dia para almoçar, como sempre, mas com uma diferença, tinha apenas 45 minutos de almoço. Era fim de mês e o mercado onde trabalho estava cheio durante todo o dia. Entrei em casa e achei estranho porque havia pessoas conversando, coisa muito incomum àquela hora. Fui direto ao quarto tomar um banho e trocar de roupa, pois o calor era insuportável e eu havia andado quase um quilômetro até chegar em casa. Desci ainda me enxugando usando apenas uma bermuda. Nada mais. Entrei na sala de jantar e vi que haviam convidados à mesa naquele dia. Era um casal. A garota me era familiar, mas não conhecia seu marido. Trata-se de um jovem loiro que parecia ter uns 21 anos de idade, usava barba bem rala dono de um olhar inocente

Cadastre-se ou faça login!

O filho gostoso da colega de trabalho

Trabalhávamos em um escritório. Minha amiga Silvia sabia dos meus casos e segredos, assim como eu também sabia das suas experiências desastrosas com os homens. Sílvia era um amor, mas infelizmente, não tinha sorte com o sexo oposto. Sabia que ela tinha dois filhos: Magda e Olavo. Só os conheci quando ela se mudou e me convidou para ir a sua casa almoçar no domingo. Magda era a mais velha, tinha 23 anos e era um encanto, Olavo tinha 18 anos, mas não estava em casa, tinha ido com os amigos e seu time jogar futebol em uma cidade próxima e só retornaria mais tarde. Passamos uma tarde ótima e por volta das 16 horas ouvimos o portão da frente se abrir. Era Olavo chegando. Quase caí duro quando aquele homem enorme, moreno, forte de coxas grossas, braços poderosos, tórax apolíneo e uma barriguinha saradésima adentrou a cozinha, beijou Sílvia e tomou a benção. Isso sem mencionar o sorrisinho sacana com que me cumprimentou e o volumão que ostentava dentro do short de nylon vermelho que usava. Assim como chegou saiu...

Cadastre-se ou faça login!

A primeira vez de um casado

Meu nome é Wesley, tenho 32 anos, sou casado. Devido à minha profissão estou sempre viajando.Sempre que viajo para São Paulo fico num hotel próximo à rua Augusta, famosa pelas grandes atrações sexuais, das quais já cheguei a desfrutar.Na última vez que fui à capital paulista, estava decidido a experimentar algo diferente, umas das minhas grandes fantasias sempre foi transar com um homem e de preferência num local longe da minha região, para evitar qualquer constrangimento. Na primeira noite no hotel resolvi descer até o bar para beber alguma coisa e quem sabe encontrar alguém interessante. Ao chegar, notei que o movimento não estava muito bom, fiquei no balcão mesmo, pedi um whiskey e fiquei imaginando o que eu poderia fazer para melhorar a noite. Passados alguns minutos, senta ao meu lado um cara muito simpático e educado, que antes mesmo de pedir algo para beber, já puxou conversa comigo. Perguntou de onde era, o que fazia, e outras coisas triviais que hóspedes sempre perguntam... Seu nome é Antonio, é divorciado, tem aproximadamente uns 35 anos, ele é representante comercial de uma empresa do ramo de informática e como o meu ramo também é ligado à computação ficamos conversando bastante sobre esse assunto.

Cadastre-se ou faça login!

Dando pros amigos aos 18 anos

Vou contar uma coisa que aconteceu comigo há algum tempo...Me chamo Bruno e tinha 18 anos quando isso aconteceu, me descrevo tento 1.80 de altura, 65kg. corpo um pouco malhado e nada afeminado e nem gosto de afeminados... Pois bem, era uma tarde de verão, fazia um calorão, meus pais tinham viajado pra praia e me deixaram de caseiro, para minha sorte tinha piscina em casa... Dois amigos meus, um de 18 anos que se chamava Alessandro e outro de 19 anos que se chamava Luiz, apareceram naquela tarde de domingo para tomar um banho de piscina lá em casa, tudo bem e tal, colocaram suas sungas, inclusive eu, e caímos na piscina, eram umas 4:30 da tarde

Cadastre-se ou faça login!

Com saudades do cavalo

Meu nome é Carlos sou da Bahia o que vou contar aconteceu há 30 anos atrás e agora tomei coragem para contar. Nesta época eu e meus colegas da rua éramos 7 colegas o mais novo era eu os demais, após o futebol ou jogar bola de gude nos saíamos para o matagal para catar goiaba,cana e neste intervalo os maiores já batiam punheta eu não conhecia ainda esta coisa tão gostosa um dia fizeram uma aposta quem gozasse por ultimo iria bater punheta em todos os demais como eu não sabia direito achei de entrar na festa e o felizardo foi eu.( pensei que fosse brincadeira .)

Cadastre-se ou faça login!

Fui comido e gostei

Olá amigos. Sou o Jaime Castro tenho 41 anos casado e até á pouco bem macho , mas as coisas mudam , à já algum tempo que sentia interesse em ver uns paus , à coisa de um mês fui com um colega fazer uma viagem de trabalho ao sul, fomos os dois no meu carro, durante a viagem falamos de várias coisas, entre elas como não podia deixar de ser de sexo, por causa da conversa quando demos por ela estavamos de paus duros, nessa altura o meu colega pergunta-me se alguma vez eu tinha feito alguma coisa com outro homem, respondi que não, ele diz-me que em jovem tinha tido umas aventuras com um amigo, que se chupavam um ao outro mas que nunca tinham passado disso, perguntei-lhe se ele tinha gostado da experiência, ele respondeu-me que sim, eu ganho coragem e conto-lhe que ultimamente andava com algum interesse em ver paus, ele pergunta-me se ficava excitado ao vê-los, digo que sim, falamos sobre o assunto bastante tempo.

Cadastre-se ou faça login!

Susto e prazer

Noite dessas (setembro 2006), passava pela Praça XV quando deparei um carinha urinando…Como era madrugada e meio escuro ele não procurou se esconder…quando vi seu pau a meia bomba, fiquei excitada…Meu bumbum logo deu sinal de desejo e o carinha percebeu… Ali ficam vendedores ambulantes, moradores de rua, caçadores de viados e trabalhadores que ficam aguardando ônibus…ele ia para São Gonçalo.. Sacou que meu instinto feminino falou mais alto e tentou me alcançar…quando chegou perto perguntou: ”Gostou?” Fingi que não entendi e respondi com outra pergunta ”O quê?!” Ele então rude, deixa de viadagem, Vc ficou admirando meu caralho, seu puto?

Cadastre-se ou faça login!

Cunhado começa com cu

Sou casado a vários anos, e minha esposa sempre falou do irmão caçula, que precisava de uma oportunidade aqui na capital. Bem eu nunca fiz objeção, daí ele veio morar conosco. Ele e um cara baixinho, magro com cara de criança, mas não tem jeito afeminado não, era normal. Ficamos amigos eu arranjei emprego pro moleque e tudo mais. Bem como minha casa sou eu, minha esposa, meu filho e ele, eu sempre fico a vontade, ando pela casa de cueca sem constrangimento algum,. Com o passar do tempo ele alugou um apartamento perto da empresa que trabalhamos, e fico morando sozinho, arrumou uma namora e tava na boa. A uns dias tivemos uma enchente feia aqui na cidade, e eu pra não ficar preso no transito fui dormir na casa dele...

Cadastre-se ou faça login!

novas descobertas...

Desde muito pequeno sempre soube das minhas preferências, nunca tive dúvidas daquilo que eu gostava. aos cinco anos de idade tive minha primeira experiência sexual com outro menino, que acabou urinando no meu cuzinho. entre seis e dez anos fui mulherzinha de dois amiguinhos mais velhos que eu, o índio e o aílmo, com eles aprendi a chupar um piru. depois conheci o maurinho, já em outro bairro, ele foi o primeiro a encher meu cú de porra. entre os doze e os dezessete anos, mantive um relacionamento, se é que eu posso chamar de relacionamento, com um amigo, o luis claudio.